Novo artigo do SintECO: rede multicamada de formigas e plantas

Caros leitores, acabamos de publicar um novo artigo sobre redes multicamada em Ecologia!

Este artigo foi desenvolvido como parte da tese de doutorado da aluna Fernanda Costa, que vai defender dia 16/12 na UFMG.

Estudamos uma rede multicamada formada por formigas e plantas, na qual cinco tipos de interações ecológicas formam uma teia complexa, como na clássica metáfora da “colina emaranhada” de Darwin (leia o último parágrafo do livro “A Origem das Espécies”). A nova abordagem de redes multicamada, que foi usada pela primeira vez em Ecologia em um outro artigo do nosso grupo, está finalmente permitindo que modelemos sistemas ecológicos de forma mais similar a como eles realmente são na natureza, com uma mistura de relações positivas, negativas e neutras dos mais variados tipos. Esse tipo de abordagem não apenas está ajudando a melhorar teorias ecológicas sobre regras de montagem de sistemas, como também tem muitas aplicações práticas, por exemplo, na restauração ecológica e no controle de pragas de lavouras (por exemplo, cigarrinhas, pulgões e cochinilhas).

Leia mais no site da revista!

MAR_5191
Uma formiga sarassará (Camponotus crassus) cuidando de uma cigarrinha-das-frutíferas (Aethalion reticulatum)
Anúncios

4 Replies to “Novo artigo do SintECO: rede multicamada de formigas e plantas”

  1. Lindo e importante trabalho, parabéns aos autores!

    p.s. uma pequena correção, apesar da tonalidade avermelhada das pernas e antenas não é C. rufipes na foto, muito provavelmente é uma C. crassus 😉

    1. Obrigado, Lucas! E valeu pela correção também. Essa foto não pertence ao artigo, eu a fiz no Santuário do Caraça (identificação de formiga feita por morcególogo, rs).

        1. Pois é, no fundo, a maioria das pessoas chama apenas de “formiga” mesmo, não? É que nem os morcegos, que têm poucos nomes populares, mesmo entre os idiomas indígenas.

Comentários encerrados.