Dois milhões!

Esta semana o blog bateu um novo recorde.

O Sobrevivendo na Ciência ultrapassou um total de 2,000,000 de visitas! E está recebendo em torno de 2 a 3 mil visitas por dia!

Muitíssimo obrigado a todos que têm prestigiado os textos escritos aqui com suas curtidas, comentários e compartilhamentos.

Comecei este blog em 2012, visando ampliar a ajuda que dava aos meus orientados e alunos para um número maior de aspiras. Escrevo pensando especialmente em botar sobre a mesa questões fundamentais, que muitos consideravam óbvias ou desconfortáveis. A primeira iniciativa mais significativa nesse sentido de “abrir a caixa preta da academia” foi a série de livros escrita pelo Prof. Gilson Volpato no começo dos anos 2000. Aos poucos outros como eu foram se juntando ao esforço dele. Hoje há cada vez mais blogs, livros e vlogs que trabalham para compartilhar experiências e macetes da Jornada do Cientista.

Ao longo dos meus 20 anos de carreira, fico feliz em ver que a formação de cientistas no Brasil vem melhorando, mesmo que lentamente, dois passos à frente, um passo atrás. O bom é que estamos deixando de fazer as coisas de forma improvisada para fazê-las de forma planejada. Essa evolução se deve em grande parte aos intercâmbios acadêmicos, que ao longo das últimas décadas têm nos propiciado um importante choque cultural, levando a comparações e questionamentos inevitáveis. Graças ao crescimento expressivo dos estágios sandwich e formações completas no exterior especialmente desde os anos 1980, aos poucos estamos atingindo a massa crítica.

Quem sabe um dia teremos instituições acadêmicas tão sérias quanto as dos países centrais da ciência. Instituições que possam servir como faróis para a sociedade. Basta não sabotarmos a nós mesmos (como de costume).

Um forte abraço a todos!

Marco Mello

dois-milhoes

Anúncios

5 Replies to “Dois milhões!”

  1. Parabéns!
    Sensacional os 2 milhões (cozidos?) ao fim do texto!

  2. Somos nós que agradecemos, professor Marco!
    É a falta de esclarecimento sobre “as coisas óbvias e desconfortáveis” que faz com que muitas pessoas se sintam incapazes e, infelizmente, desistam. Por isso agradecemos desde a iniciativa do Prof. Volpato até o grande e esclarecedor trabalho que tem sido feito aqui no blog e em futuros livros publicado por você =) , além de agradecer aos outros professores e colegas que também persistem compartilhando os macetes e experiências pertencentes à Jornada de um cientista. Dessa forma, mesmo que aos poucos, poderemos aperfeiçoar não só no que diz respeito à produção genuína de conhecimento, mas também em relação ao comportamento dos acadêmicos.

    Forte abraço e obrigada sempre!

    1. De nada, Marina! Quando você concluir a sua jornada, ajude os aspiras também. Assim mantemos o “Círculo da Vida”. Um abraço!

      1. Conte comigo, professor!
        Sei que vários colegas aspiras como eu que constantemente acessam o Sobrevivendo na Ciência também manterão viva a prática da desmistificação e o foco no incentivo à genuína busca e compartilhamento do conhecimento. Manteremos o ” Círculo da Vida” !

        Forte abraço!

Comentários encerrados.