Doses homeopáticas de escrita: Parte 2

Está com problemas de escrita? Seus dedos não obedecem seus comandos? Está em cima do prazo, mas as palavras parecem não sair dos dedos? Então pode ficar tranquilo que a segunda dica de escrita chegou na sua timeline!

Antes de iniciar, lá vai o disclaimer nosso de cada dia:

A leitura é um dos pilares da boa escrita. Quem lê muito sabe sobre o que escrever, mas às vezes não consegue. As palavras fogem dos dedos, a mente parece não colaborar. Por isso, o bloqueio de escrita que analiso nestes textos não se refere à pessoa que nunca lê, quer escrever e não consegue. O verdadeiro bloqueio de escrita atinge a pessoa que lê muito, mas está travada, muitas vezes por fatores psicológicos.

Se você não lê, estas dicas não vão te ajudar.

Mas, se você lê, espero que estas dicas te ajudem.

Dica 2: Pergunta e resposta

Apesar de hipóteses e previsões serem o cerne da ciência, são as perguntas que movem a nossa curiosidade. São as perguntas que motivam os nossos experimentos, nos dão ideias e, geralmente, são elas que nos fazem levantar da cama de manhã.

Steve Jobs já dizia “Stay hungry, stay foolish“. No livro Writing Science, o autor Joshua Schimel fala que são as perguntas que movem o nosso texto e instigam o leitor. Assim, as perguntas são vitais para um texto de sucesso.

Além de textos científicos, somos treinados desde cedo a responder perguntas. Nosso sistema escolar inteiro baseia-se em testar o conhecimento dos alunos por meio de perguntas. Nossos pais passam a vida toda nos perguntando aonde fomos, com quem estávamos. Quando chegamos na padaria, o atendente sempre pergunta: “O que você quer?”.

Se pensarmos bem, temos duas circunstâncias poderosas que podemos usar a nosso favor. Primeiro, perguntas instigam a nossa curiosidade. Segundo, estamos acostumados a respondê-las. Então por que não usamos esse sistema também para escrever um texto científico?

Organize os temas principais da sua ideia e formule perguntas simples. Por exemplo:

  • O que é seleção sexual?
  • Por que uma espécie e não outra domina uma comunidade?
  • Por que o aumento de temperatura corporal influencia o metabolismo, os níveis hormonais ou a resposta de estresse em um organismo?

Ao respondê-las você estará escrevendo o seu texto. Afinal de contas, os nossos textos nada mais são do que respostas a perguntas muitas vezes implícitas.

Eu sei, eu sei. Você quer produzir um texto bonito, fluido, e não um bloco de informações desconectadas.

Calma, jovem padawan. Se você está lendo esta dica, provavelmente é porque não está conseguindo passar para o papel o texto bonito e fluido que está na sua cabeça.

Possivelmente, o seu próprio perfeccionismo de elaborar a frase perfeita no parágrafo perfeito atrapalha a redação dessa própria frase. Estas dicas apenas apontam caminhos para driblar esse perfeccionismo, essa ansiedade, e colocar suas ideias no papel.

A conexão e fluidez você pode melhorar depois. O importante é que, depois de responder as perguntas, você terá um primeiro rascunho.

Tudo que vem depois disso é revisão de texto.

Links:

Anúncios

3 respostas para “Doses homeopáticas de escrita: Parte 2”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.