Ao vivo de casa: dicas para produzir vídeos e lives caseiras

Nestes tempos de quarentena, muitos vídeos e lives têm pipocado pela internet, divulgando conteúdos excelentes. Será que poderíamos caprichar mais na produção deles?

Por Ana Cristina Crestani

Formada em Ciências Biológicas, mestra em Ecologia, atualmente fazendo doutorado em Zoologia na Unesp de Rio Claro. CV Lattes | ResearchGate.

Começo

Como bióloga estou adorando ver meus colegas disseminando conhecimento científico de qualidade, algo fundamental nestes tempos difíceis. Porém, como filha de mãe radialista e pai produtor de vídeo, além de ser irmã de um editor de vídeo, fico agoniada com a qualidade das produções. Confesso que, muitas vezes, não consigo assistir até o fim.

Gostaria então de, humildemente, dar algumas dicas que podem melhorar muito a qualidade dos vídeos e o conforto de quem está do outro lado da telinha. Essas dicas se aplicam mesmo a produções caseiras, feitas sem equipamentos profissionais.

Para ilustrar as minhas dicas, contei com a ajuda do Prof. Godzilla (University of Tokyo), que tem larga experiência como influenciador digital. Vamos então parte por parte.

Luz

Esse é um item que, quando não cuidado, pode causar muito desconforto para o público. O pior é que, geralmente, quem está sendo gravado não percebe a qualidade da luz.

O que mais tenho visto são extremos: ou a pessoa está filmando em um local escuro e a gente mal consegue ver o rosto dela, ou ela filma com a luz estourada. Tecnicamente, uma imagem fica estourada quando o ponto focal se concentra em uma luz muito forte, geralmente branca.

Esse estouro pode acontecer por causa de uma janela atrás da pessoa que está sendo filmada ou por uma lâmpada de teto que aparece no enquadramento. Acredite, isso atrapalha muito na hora de assistir ao vídeo.

1_IMG_5135
Exemplo de uma janela atrás da pessoa estourando a imagem.

Soluções:

  1. Use uma iluminação que venha pela frente do seu rosto. Um abajur já resolve;
  2. Se houver uma lâmpada de teto sobre você, tente não enquadrá-la na imagem;
  3. Uma luz mais fraca de fundo ajuda no conforto visual. Por exemplo, um abajur virado para baixo ou focado em algum objeto;
  4. Monte a iluminação antes de começar o vídeo e faça um teste.
2_IMG_5130
Veja como um abajur simples, montado na posição correta, pode melhorar muito a iluminação.

Áudio

Considero este o item mais importante. Se a sua intenção é passar informação a quem te assiste, o áudio precisa ser limpo, de boa qualidade.

Boa qualidade você pode garantir simplesmente usando o microfone do seu fone de ouvido. Sim, a maioria dos fones de ouvido hoje em dia já vêm com um microfone embutido.

Não se iluda, confiar no microfone do celular ou do computador geralmente resulta em um áudio péssimo. Porém, se você estiver gravando com uma filmadora semiprofissional com microfone, aí pode confiar nela (mas acho que não é o caso da maioria dos mortais).

Outro cuidado é que o áudio seja limpo, ou seja, livre de ruídos. Claro, a maioria dos vídeos está sendo gravada em casa e não em estúdios. Logo, um caminhão passando, um cão latindo ou uma criança dando risada são ruídos que não podemos controlar. Mesmo assim, dá para eliminar boa parte desses ruídos, fechando a janela ou desligando o ventilador ou o ar-condicionado. Quando o evento não é uma live, mas uma videoaula ou palestra gravada, o vídeo pode ser melhorado em um programa gratuito como MovieMaker (Windows) ou iMovie (Mac), a fim de filtrar o áudio.

Há ainda outros ruídos aos quais podemos ficar atentos, como o ranger de uma cadeira, um batuque involuntário na mesa, um microfone roçando na roupa, ou até mesmo o digitar no teclado.

Quando as lives são feitas com mais de uma pessoa, pode acontecer, por exemplo, de uma estar falando e a outra, digitando, chacoalhando na cadeira, ou batucando com as mãos. Se os microfones de todas as pessoas estiverem ligados ao mesmo tempo, esses ruídos competem com a voz de quem está falando. Para quem assiste é preciso um esforço tremendo para ouvir com atenção.

Soluções:

  1. Use o microfone do seu fone de ouvido e não o microfone embutido do seu notebook, smartphone ou tablet;
  2. Certifique-se de que seu microfone esteja bem posicionado. Pode considerar um palmo de distância da sua boca;
  3. No caso de microfones acoplados ao fone de ouvido, cuidado para não ficarem roçando na roupa enquanto você fala ou enquanto outra pessoa estiver falando;
  4. Pense em tudo que está perto de você e que pode fazer ruído;
  5. Se o vídeo for gravado com mais de uma pessoa, mute o microfone das pessoas que não estiverem falando no momento. Previamente, avise aos participantes sobre os cuidados com ruídos.
  6. Se você grava vídeos com muita frequência, considere comprar um microfone de lapela. Eles não são tão caros assim e aumentam muito a qualidade do áudio.
3_IMG_5131
Se preciso, segure o microfone na mão para ele ficar a uma distância correta da sua boca.

Cenário

Cuidar do cenário dá um trabalho adicional, mas garanto que melhora muito o conforto de quem assiste.

Vai gravar um vídeo ou fazer uma live? Pense em mostrar um pouco sobre você no cenário escolhido. Ou seja, atualmente, em algum cômodo da sua casa.

Pense em fazer a gravação com um fundo interessante. Por exemplo, uma parede com quadros, uma prateleira de livros ou aquele cantinho do qual você morre de orgulho pela decoração! Além de ficar bonito, as pessoas poderão te conhecer melhor, afinal de contas, você estará transmitindo da intimidade do seu lar. 🙂

4_IMG_5138
Lembre-se de que o cenário do vídeo diz muito sobre você e também passa mensagens.

Câmera

Quase não tenho visto esse tipo de erro, mas não custa comentar.

Por favor, deixe a câmera parada! Não grave o vídeo perambulando pela casa, pois uma movimentação desordenada da imagem diminui a concentração de quem assiste, ainda mais se você estiver explicando algo.

Achou um cantinho para fazer o vídeo? Posicione o celular ou computador de modo que o seu rosto inteiro esteja visível. Perceba, a gente não quer ver os seus poros, então não precisa ficar colado na câmera, mas também não se distancie muito. Tente enquadrar do topo da sua cabeça até o peito.

Mensagem final

Melhorar a qualidade dos vídeos vai ajudar a passar o seu recado de forma mais eficiente. O seu público prestará mais atenção, pois poderá te ouvir e ver de modo mais claro.

Então, antes de apertar o REC, fale para si mesma(o): “tudo certo, produção?”

 

(Fonte da imagem destacada)

6 respostas para “Ao vivo de casa: dicas para produzir vídeos e lives caseiras”

  1. Boas dicas! Obrigado! 🙂
    Eu gosto muito dos vídeos do Seiiti Arata https://www.youtube.com/user/arataacademy e pretendo fazer nesse estilo quando for gravar videoaulas (por enquanto UFBA está sem aula mesmo). Sei lá, não gosto de vídeos que só se vê a cara da pessoa, parece uma conversa por Skype e não sinto como se estivesse vendo uma aula… Em relação a softwares, para Linux temos o KDENLive (parece o Movie Maker) e para trabalhar com áudio tem o Audacity (multi-plataforma), ele inclusive tem uma ferramenta para filtrar ruidos.

    1. Obrigada Pav e obrigada por suas dicas também! Acho bem legal quando o vídeo mescla sua imagem com ilustrações e esquemas, fica bem rico. Com tempo para editar, da para caprichar bastante! Depois mostra para a gente uma vídeo-aula tua 😉

  2. Demais, Cris! Ótimas dicas, simples e eficientes! 

    Para quem tem feito transmissões ao vivo e com convidados, é importante checar a conexão (de ambos) também. 
    Vi conversas promissoras se tornarem um pesadelo por conta desse tipo de problema… 

    1. Obrigada Bia! Sim, com certeza a conexão é imprescindível nas lives! É triste quando começa a travar né?!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.