Pandemia do novo coronavírus, Parte 14: vacinação

Acabamos de passar de 73 milhões de pessoas (34% da população) completamente vacinadas no Brasil (com dose única ou duas doses), além de 142 milhões (67%) que receberam a primeira dose. O post de hoje é para lembrar o quanto se vacinar é imprescindível para combatermos esta pandemia.

Oi, pessoal!

Hoje completei a minha vacinação contra a Covid-19!

Foi a segunda dose, fornecida gratuitamente pelo governo na Nova Zelândia. O país está em nível de segurança 2 após ter contido o primeiro surto da variante delta, iniciado em Auckland (que ainda está em em nível de segurança 4), mas que chegou até a capital, Wellington.

A vacinação, o uso de máscaras PFF2, a testagem em massa e o rastreamento de contágio são imprescindíveis para conter os novos surtos de Covid-19. Para fomentar essas estratégias, a comunicação entre governos e população vem se aperfeiçoando nos países que levam a pandemia a sério, à medida que aprendemos mais sobre o SARS-Cov-2 e a Covid-19. Inspirada por esse momento importantíssimo na minha vida, resolvi escrever este post.

O combate à Covid-19 deu um salto enorme assim que as vacinas começaram a ser administradas em diferentes países. Infelizmente, a vacinação segue muito lenta e desigual no mundo, com alguns países passando de 70% de vacinação completa e outros ainda abaixo de 1%.

Fora isso, ainda há resistência a se vacinar por parte de muitas pessoas em alguns países. Há diversos motivos que nos ajudam a entender essa resistência, sendo um deles a descrença na ciência, causada pela atual onda de obscurantismo. Há também a falta de memória sobre as conquistas trazidas pelas vacinas e a gravidade das doenças que elas controlaram (como o sarampo, a pólio e a varíola). Isso, sem contar as teorias da conspiração e a precariedade das campanhas de conscientização por parte de alguns governos.

Só que há muitíssimas razões para todos se vacinarem contra a Covid-19! 🙂

Vacinar-se é um ato de amor próprio, mas também de caridade ou amor universal. Isso porque as vacinas são uma estratégia de saúde coletiva e não individual. Tomamos vacinas para impedir que vírus e outros patógenos circulem, protegendo assim todas as pessoas. Inclusive as pessoas que não desenvolvem imunidade mesmo tendo sido vacinadas e as que não podem ser vacinar devido a alergias ou outras razões.

Vacinas salvam vidas e ajudam países inteiros a se protegerem contra a Covid-19 e outras doenças contagiosas. Vacinas nos trazem esperança de que as fronteiras entre os países se abrirão em breve, permitindo que as pessoas voltem a circular e interagir umas com as outras. Vacinas garantem que sonhos poderão ser realizados e pessoas que se amam poderão voltar a se encontrar. Vacinas nos ajudam a acreditar que o novo normal não será uma completa distopia.

Assim, não quero bombardear você, leitor, com mais um texto que traz notícias ruins sobre o novo coronavírus, que já não é tão novo assim. Este post é para te lembrar de que muita gente tem trabalhado duro para conter a pandemia e minimizar os efeitos da crise gerada por ela. Milhões de cientistas, professores, biólogos, biomédicos, físicos, matemáticos, sociólogos, médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e profissionais da saúde em geral têm lutado desde o início da pandemia para criar novas vacinas, tratamentos, protocolos de prevenção e campanhas de conscientização. Além disso, o Brasil tem um dos melhores sistemas de vacinação pública do planeta, que ainda pode vir a ser mais bem utilizado para acelerar consideravelmente o controle desta pandemia, como fizemos com pandemias do passado.

Seja então a mudança que você quer ver no mundo e vacine-se!

Para conferir quais vacinas estão sendo aplicadas ou em processo de aprovação no Brasil, clique aqui. Neste link você pode ver quando novas remessas de diferentes vacinas chegarão ao seu estado.

A seguir veja algumas matérias sobre a eficiência da vacinação e mapas contendo o status nacional e global. As vacinas estão fazendo o trabalho delas, como esperado.

Comente aqui embaixo sobre a sua experiência com a vacinação, pois nós queremos saber!

Notícias

  1. Pessoas não vacinadas têm 11 vezes mais probabilidade de morte por Covid
  2. Estudo nacional confirma evidência internacional sobre efetividade das vacinas mRNA
  3. Vinte estados têm taxa de ocupação de leitos abaixo de 50%
  4. Brasil tem 15º dia de queda de mortes e 32% da população está completamente vacinada
  5. Taxas de internação mostram que, mesmo antes de 3ª dose, vacinas evitaram mortes

Mapas

Dados oficiais por estado

Vacinação contra Covid-19 no mundo

Curvas de vacinação no Brasil, nos estados e nos municípios

(Fonte da Imagem destacada: uma selfie, eu por mim mesma, toda feliz após a minha segunda dose em 9 de Setembro de 2021)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: