Cientista tem que ter apetite!

Vejo cada vez mais alunos que parecem totalmente perdidos em seus estágios, mestrados ou doutorados. Alguns dão a impressão de estar sofrendo o tempo todo. Outros seguem a passos lentos, devagar, quase parando. Quero dar a eles um conselho duro, mas fundamental.

Continue Lendo “Cientista tem que ter apetite!”

A importância da ousadia na carreira científica

Em outro post publicado aqui no blog, tratei da importância da humildade, especialmente para os cientistas “aspiras”. Na época, o Pavel Dodonov fez um comentário, lembrando que, na verdade, talvez muitos alunos sofram do mal oposto: a falta de confiança em si mesmos. Um debate que tive ontem com alunos também me motivou a abordar o tema da humildade por outro ângulo. Nunca vi  estatísticas sobre quantos porcento de cada extremo (arrogantes vs. bananas) há na comunidade científica, mas certamente a humildade em excesso também pode ser prejudicial. Vou então aproveitar o gancho e falar sobre porque cientistas devem ser humildes e ousados na medida certa.

Continue Lendo “A importância da ousadia na carreira científica”